shopping-bag 0
Items : 0
Subtotal : R$ 0,00
View Cart Check Out

Alô Nação!

Thales Fernandes

No jogo da melhor defesa contra o melhor ataque, Palmeiras e Santos ficam no zero

No jogo da melhor defesa contra o melhor ataque, Palmeiras e Santos ficam no zero
Com Felipão e Sampaoli rodando o elenco por motivos distintos, Verdão e Peixe fazem ótimo jogo, mas não conseguem marcar: Borja perde gol incrível, Éverson brilha em cabeçada de Dudu, e Santos reclama pênalti por bola na mão de Gómez

No duelo da melhor defesa (Palmeiras) contra o melhor ataque do Paulistão (o Santos), nada de gols: Verdão e Peixe, as duas melhores campanhas do torneio, ficaram no zero em (bom) jogo realizado neste sábado, na arena do Palmeiras, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. É verdade que os dois times não tinham força máxima – por decisão de seus próprios treinadores -, mas o jogo foi bom, com oportunidades claras para os dois lados: o Santos teve muito mais posse, mas foi do Palmeiras as duas chances mais incríveis (com Borja perdendo gol feito e Éverson fazendo linda defesa em cabeçada de Dudu). O Santos ainda reclamou a não marcação de um pênalti, após chute de Jean Lucas em que a bola bate na mão de Gustavo Gómez.

O Santos lidera o Grupo A com 19 pontos. O próximo jogo é contra o Oeste, sábado, às 19h, no Pacaembu.

O Palmeiras lidera o Grupo B com 15 pontos. O próximo jogo é contra o Ituano, quarta-feira, às 21h30, na Arena Palmeiras.

A arbitragem de Flávio Rodrigues de Souza gerou reclamações dos dois lados. O lance mais polêmico foi a não marcação de um pênalti para o Santos, de bola na mão de Gustavo Gómez após chute de Jean Lucas. Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem do Grupo Globo, disse: “Dentro da interpretação nova, não interessa se há intenção ou não. O Gustavo Gómez está se colocando em ação de bloqueio, ampliando a área do corpo. Deveria ter sido marcado pênalti, sim”.

Leave a Reply

Seguro *