Em jogo tenso, Guerra brilha, Verdão tira 100% da Ponte em casa e sobe para a quarta posição
Venezuelano marca duas vezes e garante terceira vitória consecutiva do Palmeiras no Brasileirão, por 2 a 1, em Campinas; reta final tem três expulsões e muita discussão entre os jogadores

Em jogo tenso, Guerra brilha, Verdão tira 100% da Ponte em casa e sobe para a quarta posição
Venezuelano marca duas vezes e garante terceira vitória consecutiva do Palmeiras no Brasileirão, por 2 a 1, em Campinas; reta final tem três expulsões e muita discussão entre os jogadores

As emoções do primeiro tempo ficaram reservadas para a reta final, mas isso não significa que o início foi sonolento. A Ponte até que começou tentando tomar a iniciativa, assustou com Renato Cajá, mas encontrou dificuldades para criar a partir do momento em que Gabriel colou no seu camisa 10.

O Palmeiras, por sua vez, apostava nos contra-ataques. Foi assim que quase marcou com Róger Guedes, após passe de Guerra.

Quando foi o venezuelano quem apareceu na cara de Aranha, o zero saiu do placar, aos 38 minutos. Nem deu tempo de os palmeirenses comemorarem, e Lucca, em chute preciso de fora da área, deixou tudo igual.

Tinha mais: já nos acréscimos, Fernando Bob errou saída de bola, Guerra aproveitou toque de calcanhar de Erick e recolocou o Palmeiras na frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seguro *